segunda-feira, abril 25

o que não vês.

 Estou um passo a menos para te perder. Com o coração nas mãos com medo que tudo se vá em vão. Tudo se decide assim. Quem decide és tu, eu prometi que ia ficar. Dizes que queres-me feliz, mas eu também que sejas o mesmo. Quando estamos tão felizes, de repente tudo cai, sem piscar os olhos, no minuto seguinte já quero chorar, mas não o faço, deixo o coração berrar sozinho, por dentro quero explodir. Preciso de ti, não sei se estás disposto a ficar, ou virar-me as costas e continuar. Não vou culpar-te pelos teus actos, já sou eu que faço esta porcaria toda. Ás vezes quero pegar em tudo deixar para trás e voltar a reiniciar tudo, mas sempre há algo que volta tudo para trás de novo. É isto que magoa. Quero pegar na mochila e fingir que isto tudo não aconteceu. Não quero magoar ninguém, não quero pôr em causa a ninguém, mas é o que pareçe melhor. Quanto mais tempo tempo fico, mais porcaria sem noção faço. Se fôr preciso magoo-me a mim própria, isto já nem é querer ter culpa é querer morrer. Desapareçer deste mundo que só me aponta o dedinho e diz o quão criança sou. Paro sempre para pensar se têem razão, digo que não a mim mesma, mas deparo que é verdade. Não quero ir abaixo não é minha vontade, mas vendo de fora é o que tudo pareçe estar a acontecer. A cair, não consiguo suportar tanto peso em cima de mim. Olho pela janela vejo todos felizes, e eu aqui morta no tempo. Eu não mereço ser feliz, é ele. Queres me aqui? eu fico. Mas eu não estou triste contigo, estou é comigo. Odeio-me em todos os sentidos e não quero que fiques o mesmo por que estou assim. Já sei o que vai acontecer quando tudo isto acabar, quando puseres um fim nisto tudo eu sei o quão mal vais falar de mim, vais me chamar de nomes, eu vou apenas fingir que segui em frente, ignorar o que dizes. Porque sinceramente não me orgulho do que digo ou mesmo faço, mas fala o quanto quiseres o que me importa é que estejas feliz. Quando me odiares mesmo, mandares-me embora, vou fazer tal, por mais que me doa vou ter que fazer isso por ti. Eu quero te ver feliz, és me tudo.

«When a girl cries because of a guy it's because she misses him.
When a boy cries because of a girl it's because no one will ever love her more than him.»

6 comentários:

Raa º disse...

claro , Augustana - Boston (:

ana . disse...

exactamente o que aconteceu comigo. força, precisas de ter muita força *

.Adriana disse...

De nada querida

bárbara nunes disse...

nem eu sei.. eu tenho escrito bastantes textos, mas prefiro não publicar no blog :|

Isabel Silva. disse...

embora nao seja o caso. secalhar desejava que fosse. obrigada pela força linda!

Yumna disse...

Força querida :l