segunda-feira, abril 4

coisa mais sem sentido


Querias mesmo aquilo que eu não queria dar, mas não te queria magoar, por isso tentei fazer-me de despercebida, dizia que não entendia mas no fundo entendia tudo.
Aquilo que me dás eu quero, juro que quero, mas não é contigo.Não és o tal percebes?
Pediste-me para olhar nos teus olhos, mas não olhei, menti que era já hábito fazer isso com todos, não era capaz de olhar para os teus olhos, tinha medo que fosse acontecer algo a mais percebes?
Esclareces-te, disseste, mas no fundo nem pareçe, dizes que não me queres, que não me isto e aquilo, mas vê-se que mentes.Tens que desistir, é o teu único refúgio.Desiste, desiste agora.

13 comentários:

Criis disse...

oh, obrigada !

AnaM. disse...

obrigada (:
gostei muito do texto*

tatiana lousada disse...

pois, mas (já) não estamos juntos há 1ano. não falamos nem nada, seguimos caminhos diferentes.
já não dá para voltar atrás!
muito obrigada pela tua força (:

filipa disse...

obrigada minha querida.
adoro, completamente o blog :o

Seek Happiness (I give up)❤ disse...

tem que ser querida :c
texto lindo o:

cris disse...

então muita força fofinha ♥

AnaM. disse...

ó fofinha limito-me apenas a dizer o que sinto $:

• cláυdiaӘomes. disse...

oh minha querida, tu também!

Criis disse...

oh ! que querida ! muito, mas muito obrigada* :)

carina, disse...

obrigada! também escreves muito bem :)

Beatriz Silva ; disse...

Obrigada! (:

inês disse...

adoro, adoro, adoro, adoro o blog! *.*
espero que esta amizade dure é muitoo!

Cátia Mourisca disse...

adorooooooooooo o teu blogue *
sigo-te meu amor*